Lebução fica situada em lugar alto e aprazível, na margem esquerda do rio Calvo, entre montanhas onde o tempo guardou riquezas e mistérios. A 25km da sede do concelho, goza de um clima de montanha com invernos frios, verões quentes e de paisagens deslumbrantes.

É uma aldeia tradicionalmente vocacionada para a agricultura (centeio, batata, castanha e vinho) e para o comércio de largas tradições. Em tempos remotos, Lebução, foi o centro das transacções comerciais de uma enorme área circundante, que se efectuavam por troca directa de produtos.

Monumentalmente, a Igreja abraça, do alto das suas torres sineiras, todo o casario disposto em anfiteatro e chama os fiéis à oração. É obra da renascença, de muros altos e bem alinhados, construção de uma só nave. O retábulo do altar-mor, é de apreciável valor artístico, com colunas salomónicas e motivos ornamentais e simbólicos, realçando as arquivoltas que guarnecem a abóbada polícroma da tribuna.O Orago da freguesia é S. Nicolau, mas a principal referência religiosa desta terra é Nossa Senhora dos Remédios, que tem o seu dia no calendário religioso - 8 de Setembro.

Aqui, como em todo o Nordeste de Portugal, usa-se uma linguagem oral, um conjunto de termos e expressões que, pouco a pouco, se vão perdendo com a partida dos mais idosos.

A hospitalidade está presente nas vivências diárias, marcadas por um espírito de partilha e solidariedade. A porta das casas de Lebução está sempre aberta para receber, à boa maneira transmontana, "quem vier por bem".


A ideia deste Blogue, surgiu da necessidade de preservar a identidade desta comunidade, aproximando todos os Lebuçanenses da sua terra natal.

A feira do Folar de Valpaços

domingo, 25 de setembro de 2016

Deambulando pelas páginas do Facebook



Deambulando pelas páginas do Facebook dou comigo a pensar _ isto é uma máquina de formatar santos, anjos e arcanjos ( não sei muito bem o que isso é) amigos, solidários, tolerantes, com uma enorme capacidade de compreender e aceitar os outros.
Neste paraíso virtual, onde reina o belo e o bem, somos todos imbuídos de sentimentos nobres, honrosos, de partilha e tolerância.

Estas atitudes lamechas, de príncipes e princesas, reis e rainhas, de maridas e esposos, de lindas, lindas, lindas, guerreiras, mães galinhas, mulheres de armas ... deixa-me, claramente, apreensiva e, direi mesmo, perdida.

Tanta hipocrisia para quê?













































sábado, 24 de setembro de 2016

Caminhante não há caminho, só há estrelas no mar





Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar.

António Machado

















































sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Uvas _ Poucas frutas tão pequenas oferecem tantos benefícios



Para além de nutritivas, a sua riqueza antioxidante ajuda a protegê-lo do cancro, do envelhecimento e dos problemas circulatórios.
Poucas frutas tão pequenas oferecem tantos benefícios. A abundância de nutrientes desta fruta, ideal como sobremesa ou lanche para pessoas de todas as idades, fazem dela um concentrado de energia e antioxidantes capaz de parar o processo de envelhecimento e as doenças degenerativas, melhorar a saúde arterial, o nível de colesterol e evitar a progressão do cancro.
As uvas amadurecem segundo as suas variedades e zonas de cultivo mas, normalmente, apanham-se nos meses de outono e princípio do inverno, sendo geralmente setembro considerado o mês das vindimas. Alimento purificador e rico em açúcares naturais, integra na sua composição poderosos desintoxicantes muito eficazes para o fígado, para os rins e para o aparelho digestivo. Possuem, no entanto, um elevado índice glicémico.

O que lhe fornecem
Os benefícios desta fruta devem-se aos nutrientes que proporcionam:
Fibra, contida na pele e nas pevides, que combate a prisão de ventre e regula o trânsito intestinal
Cerca de 80% de água por cada 100 g
O potássio é o mineral mais abundante, seguido do magnésio e do cálcio
Os seus antioxidantes, como os flavonoides e o resveratrol, atuam contra as doenças cardiovasculares e o cancro
Ácido fólico e vitamina B6

Alguns nutrientes variam segundo se trate de uvas brancas ou pretas. Por exemplo, os açúcares (glucose e frutose) são mais abundantes nas uvas pretas e no que toca às calorias, as uvas brancas têm cerca de 72 kcal, enquanto que as pretas têm 77 kcal (valores por 100 g).

Fonte: SapoLifestyle














































quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Estamos, oficialmente, no Outono




O início do outono acontece todos os anos a 22 ou 23 de Setembro. Em 2016 o início do outono em Portugal ocorre às 14h21 do dia 22 de Setembro.
Equinócio do Outono

O início do outono é também conhecido como equinócio do outono. Este é o nome que se utiliza na astronomia para o fenómeno que marca o final do verão e chegada da nova estação, o outono.

O equinócio de outono assinala o instante em que o sol, tal como o vemos a partir da Terra, cruza o plano do equador celeste, o que se verifica em Setembro no hemisfério norte e em Março no hemisfério sul. O outono do hemisfério norte é o "outono boreal" enquanto o outono do hemisfério sul chama-se "outono austral".













































quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Existem centenas de variedades de abóboras



Existem literalmente centenas de variedades de abóboras.

Contudo, tendo em conta que o principal objetivo destes conteúdos é serem práticos e instrutivos, vamos apenas destacar as abóboras que são mais cultivadas no nosso país e que estão divididas em três espécies distintas.

 Moschata – variedades mais conhecidas - gerimum, mogangas (morangas no Brasil)
 Pepo - variedades mais conhecidas são as porqueiras (várias) e as aboborinhas (courgettes). Talvez a mais difundida e antiga entre nós.
 Máxima - variedades mais conhecidas: menina, pau e okaido.

Uma abóbora inteira conserva-se por cerca de dois meses após a colheita a temperatura ambiente, em local arejado e seco, sempre com o pé.
Para congelar, deve cortar-se a abóbora em cubos ou fatias. 
Se se destinar a sopa pode ser congelada crua; de outro modo é necessário fazer um branqueamento, mergulhando-a em água a ferver durante 3 minutos. 
Depois de fria, acondicionar num saco plástico de congelação e colocar no congelador.
A abóbora também pode ser congelada em forma de puré. 
Nota: A abóbora é sensível ao frio, ou seja, quando conservada a temperaturas abaixo dos 10 º C, o risco dos seus valores nutricionais serem alterados é maior. 
Se estes valores são uma preocupação primária para si, não deverá guardá-la no frigorífico por mais que duas semanas.

Muito baixa em calorias 10 Kcal por 100g (0.5% DDR) (95% da sua composição é água) e rica em ferro, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, zinco, fibra, riboflavina. 
Também contém sais minerais (fósforo, cálcio, potássio), e vitaminas A, E, B1, B2, B6 e C.
É muito digerível e contribui para o bom funcionamento do intestino. 
Ajuda a manter o PH do organismo, combate a prisão de ventre. 
As suas sementes cruas são vermífugas, ou seja combatem a ténia e outros parasitas intestinais. 
Todas as variedades de abóbora são também laxantes e depuradoras de tóxicos intestinais que elevam a pressão arterial. 
Além disso, está repleta de fito-nutrientes que mantêm a pele jovem ajudam a impedir os malefícios da luz solar.
Fonte: Hortas Biológicas
















































terça-feira, 20 de setembro de 2016

O feno é uma mistura de plantas ceifadas e secas





O feno é uma mistura de plantas ceifadas e secas, geralmente gramíneas e leguminosas, usada como forragem para o gado. Esta mistura ocasiona a desidratação das plantas, mas não há perda dos seus valores nutritivos.Costuma utilizar-se para a desidratação a energia do sol e do vento e, em alguns casos, máquinas secadoras. Com isso, a armazenagem do feno é garantida e dura muito tempo sem ocasionar nenhum dano à nutrição do animal.

Em períodos mais secos e durante o inverno, a pastagem por si só não fornece uma alimentação farta e de qualidade aos animais. Por isso, os produtores agrícolas utilizam o feno como recurso para manter a produtividade tanto do gado leiteiro quanto do gado de corte.















































domingo, 18 de setembro de 2016

Amoras silvestres, pequenos frutos que a natureza nos oferece



As amoras silvestres, esses pequenos frutos que nos são oferecidos pela natureza, são um autêntico regalo para a nossa saúde dadas as suas imensas propriedades e benefícios que possuem.

As amoras são frutos que crescem num arbusto da família das Rosáceas, vulgarmente conhecido por silvas.
São originárias da Ásia e da Europa e crescem com facilidade em terrenos húmidos.
Algumas variedades podem crescer até altitudes de 1.500 metros.
Alcançam o ponto de maturação entre os meses de Agosto e Setembro (consoante o hemisfério).
Actualmente cultivam-se algumas espécies para comercialização, pelo que é possível encontrá-las nalguns mercados.

BENEFÍCIOS DO CONSUMO DE AMORAS SILVESTRES PARA A SAÚDE

Incluir amoras na nossa dieta é uma boa ideia porque são muitos os benefícios que o seu consumo trás para a nossa saúde.
Devemos saber que as amoras são muito ricas em elementos antioxidantes e em vitamina C.
Melhoram o trânsito intestinal devido a ter fibras na sua composição.
Têm baixo teor calórico.
Têm propriedades antioxidantes e neutralizam a acção dos radicais livres.
As amoras estão indicadas para o combate da diarreia.
Reduzem os níveis de colesterol no sangue.
Ajudam a prevenir a arteriosclerose.
Ajudam a melhorar a visão e previnem a degeneração da vista.
Têm propriedades diuréticas.
Facilitam a digestão.
Contribuem para manter um bom estado dos nervos.
As amoras fortificam o sangue.
São boas para combater as infecções.
Reduzem o risco do aparecimento de doenças degenerativas.
Aumentam as defesas contra o frio.
Revitalizam a pele.