Lebução fica situada em lugar alto e aprazível, na margem esquerda do rio Calvo, entre montanhas onde o tempo guardou riquezas e mistérios. A 25km da sede do concelho, goza de um clima de montanha com invernos frios, verões quentes e de paisagens deslumbrantes.

É uma aldeia tradicionalmente vocacionada para a agricultura (centeio, batata, castanha e vinho) e para o comércio de largas tradições. Em tempos remotos, Lebução, foi o centro das transacções comerciais de uma enorme área circundante, que se efectuavam por troca directa de produtos.

Monumentalmente, a Igreja abraça, do alto das suas torres sineiras, todo o casario disposto em anfiteatro e chama os fiéis à oração. É obra da renascença, de muros altos e bem alinhados, construção de uma só nave. O retábulo do altar-mor, é de apreciável valor artístico, com colunas salomónicas e motivos ornamentais e simbólicos, realçando as arquivoltas que guarnecem a abóbada polícroma da tribuna.O Orago da freguesia é S. Nicolau, mas a principal referência religiosa desta terra é Nossa Senhora dos Remédios, que tem o seu dia no calendário religioso - 8 de Setembro.

Aqui, como em todo o Nordeste de Portugal, usa-se uma linguagem oral, um conjunto de termos e expressões que, pouco a pouco, se vão perdendo com a partida dos mais idosos.

A hospitalidade está presente nas vivências diárias, marcadas por um espírito de partilha e solidariedade. A porta das casas de Lebução está sempre aberta para receber, à boa maneira transmontana, "quem vier por bem".


A ideia deste Blogue, surgiu da necessidade de preservar a identidade desta comunidade, aproximando todos os Lebuçanenses da sua terra natal.

A feira do Folar de Valpaços

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Ontem, a minha terra esteve em festa







Ontem, a minha terra esteve em festa! Uma festa que levou a população a concentrar-se no Largo da Feira, mesmo em frente ao Lar Dr.ª Perpétua Fins Tavares. E essa concentração tinha como prioridade principal a comemoração dos resultados eleitorais, que deram a vitória, por larga maioria, às listas do PSD, para a Câmara Municipal, para a Assembleia Municipal e para a Junta de Freguesia. Assim, vamos ter os mesmos órgãos autárquicos à frente dos nossos destinos, nos próximos quatro anos, o que me deixa agradavelmente satisfeita.
Mas, como ia dizendo, houve festa, com música, muita música, que levou as pessoas a tirar o pé do chão, principalmente os mais novos, e convívio à volta das mesas, bem compostas, bem recheadas. Nós, transmontanos, somos assim_as festas fazêmo-las, também, com comida e bebida. E não faltou, acreditem.
Para abrilhantar o nosso convívio tivemos a presença do senhor Presidente do Município, Dr.º Amílcar de Castro Almeida, dos Vereadores Dr.ªTeresa Tavares Pavão, Eng. Jorge Mata Pires, Eng. António Medeiros e do senhor Presidente da Junta de Freguesia de Valpaços, António Castanheira.
Usaram da palavra o senhor Presidente da Junta de Freguesia, -Artur Jorge Teixeira Alves e senhor Presidente do Município, Dr.º Amílcar de Castro Almeida, para demonstrarem a grande satisfação pelos resultados eleitorais e para agradecerem à população a confiança que neles depositaram.
Foi um dia recheado de belas surpresas e emoções várias, com a presença de pessoas que muito estimo, admiro e apoio.


















































domingo, 15 de outubro de 2017

Cerimónia da tomada de posse dos Órgãos Autárquicos do Município de Valpaços






Decorreu ontem, Sábado, dia 14 de Outubro, no auditório do Salão Multiusos, a rebentar pelas costuras, a cerimónia da tomada de posse dos Órgãos Autárquicos do Município de Valpaços, Uma cerimónia cheia de simbolismo, já que foram empossados todos os que nos irão governar durante estes quatro anos.
















































sábado, 14 de outubro de 2017

a marmelada é uma especialidade da doçaria regional portuguesa




A marmelada é um puré de marmelo cozido com açúcar em partes iguais com o objetivo de o conservar.
É uma especialidade da doçaria regional portuguesa, sendo a mais famosa a de Odivelas, (próximo de Lisboa), dizem, fabricada no antigo mosteiro pelas monjas. Pode ser branca ou vermelha.

E a cor da marmelada depende, unicamente, do tempo de cozedura. Quanto mais tempo ferver, mais escura fica a marmelada.
De norte a sul do país, fabrica-se marmelada, mais ou menos saborosa, dependendo, também, da qualidade dos marmelos. 
















































sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Em 2017 celebra-se o Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima




Em 2017 celebra-se o Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, com um extenso programa cujo ponto mais alto será no dia 13 de maio com a presença de Sua Santidade o Papa Francisco. 

As primeiras aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos tiveram lugar a 13 de Maio de 1917 e repetiram-se nos meses seguintes, tendo a última acontecido a 13 de outubro desse ano, em que uma multidão assinalável assistiu ao “Milagre do sol”. São estas as datas que todos os anos atraem maior número de crentes ao Santuário para participar nas Procissões das Velas do dia 12 à noite e do Adeus na manhã do dia 13, mas todos os dias, especialmente a 13 de cada mês, chegam a Fátima muitos peregrinos que vêm a este lugar sagrado manifestar a sua fé. Partindo de diversos pontos do país, muitos deles fazem esse percurso a pé, seguindo por estradas e caminhos rurais. Para facilitar as deslocações foi identificado um conjunto de quatro Caminhos de Fátima que foram sinalizados no terreno, podendo facilmente ser seguidos mesmo por quem conhece mal a região.
Para além das peregrinações regulares e das celebrações religiosas, este centenário celebra-se até 13 de outubro de 2017 com um extenso programa cultural que inclui várias exposições, concertos de música sacra, performances alusivas às aparições, conferências, cursos de verão e o Congresso Internacional “Pensar Fátima” que terá lugar em junho. Obtenha informações detalhadas sobre as comemorações do centenário em www.fatima.pt e na Agenda Cultural., com um extenso programa cujo ponto mais alto será no dia 13 de maio com a presença de Sua Santidade o Papa Francisco. 


As primeiras aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos tiveram lugar a 13 de Maio de 1917 e repetiram-se nos meses seguintes, tendo a última acontecido a 13 de outubro desse ano, em que uma multidão assinalável assistiu ao “Milagre do sol”. São estas as datas que todos os anos atraem maior número de crentes ao Santuário para participar nas Procissões das Velas do dia 12 à noite e do Adeus na manhã do dia 13, mas todos os dias, especialmente a 13 de cada mês, chegam a Fátima muitos peregrinos que vêm a este lugar sagrado manifestar a sua fé. Partindo de diversos pontos do país, muitos deles fazem esse percurso a pé, seguindo por estradas e caminhos rurais. Para facilitar as deslocações foi identificado um conjunto de quatro Caminhos de Fátima que foram sinalizados no terreno, podendo facilmente ser seguidos mesmo por quem conhece mal a região.


Para além das peregrinações regulares e das celebrações religiosas, este centenário celebra-se até 13 de outubro de 2017 com um extenso programa cultural que inclui várias exposições, concertos de música sacra, performances alusivas às aparições, conferências, cursos de verão e o Congresso Internacional “Pensar Fátima” que terá lugar em junho. Obtenha informações detalhadas sobre as comemorações do centenário em www.fatima.pt e na Agenda Cultural.
















































quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Hoje é um monumento, braços erguidos aos céus, que mãos criminosas esculpiram a fogo.





Já foi castanheiro e, em todos os Outonos, brindou os donos com cestas cheias de fruta, que ele, o castanheiro, numa dádiva generosa, espalhava pelo chão. E essas lágrimas, em forma de castanha, eram a alegria do dono, que as recebia, curvado, como numa prece.
Hoje é um monumento, um triste monumento, braços erguidos aos céus, que mãos criminosas esculpiram a fogo.
















































terça-feira, 10 de outubro de 2017

A uva podem ser considerado uma das frutas mais saborosas e mais saudáveis



A uva podem ser considerado uma das frutas mais saborosas e mais saudáveis. Por isso, a uva é uma das frutas mais popular por todo o mundo. As uvas têm várias cores, cada uma delas atraente e vibrante. As uvas possuem cachos pequenas e são consumidas cruas, quando maduras. Além disso a uva é usado em vários doces, geleias, sucos, vinhos e xaropes. Tem também as uvas passas que são um produto bem conhecido e desenvolvida a partir da uva. Vamos dar uma olhada nos vários benefícios nutricionais da uva para saúde.

A uva é uma rica fonte de carboidratos e são conhecidos por fornecer energia instantânea. Ela é uma fruta de baixa caloria e fornece apenas cerca de 70 calorias por 100 gramas do seu consumo. O açúcar presente na uva é basicamente glicose e frutose que o torna um fornecedor de energia instantânea. Ela contém fibra dietética que faz com que seja útil na digestão. Além disso a Uva também é uma excelente Fonte de Vitamina C, vitamina-B, Vitamina K, Vitamina E, Ferro, Magnésio, Cálcio, Fósforo, Potássio e Zinco.















































Fonte: Internet

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Quando a raposa anda aos grilos vai mal para ela e vai mal para os filhos




Na véspera das autárquicas, mais de mil emigrantes chegaram ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, dizem. À sua espera estavam autocarros fretados e coordenados por um presidente de Junta de Freguesia, no concelho de Montalegre, continuam a afirmar. E eu pergunto_por que motivo o avião, que trouxe os emigrantes votantes, de França, não fez um pequeno desvio, passou na Escócia, e trouxe o Cavaco e todos os convidados? Agora vocês dizem_mas o Cavaco nunca iria votar no PS.
Isso é que eu já não sei. É suposto que o voto seja secreto. Da maneira como o Acto Eleitoral decorre em certas localidades, já não é bem assim. Bom, mas isto é só um à parte. pois como ia dizendo, relativamente ao hipotético voto do Cavaco, quem me garante que ele não votaria no PS? 
Houve muitos, dizem também, que aproveitaram as boleias e votaram na oposição. 
Bem feito!
Isto não foi em Montalegre, claro.
Só vou acrescentar uma frase, sábia, proferida há pouco, por um amigo meu, pessoa que estimo muito.
Quando a raposa anda aos grilos vai mal para ela e vai mal para os filhos.
Encaixa perfeitamente. Digam lá que não.